Daily stories

A vida de um agente multifacetado

Irritação

Eles estavam juntos há quatro meses. Tanta felicidade, sempre felizes para trás e para a frente. Até ao dia em que se irritaram. Por incrível que pareça irritaram-se por uma ninharia. saíam do café onde passaram mais uma divertida tarde e o azar bateu na porta. Ela já chateada poruqe ele ia sair de noite, ele meteu nojo, irritaram-se um com o outro. Ele saiu disparado, ao contrário do habitual ultrapassou-a e perdeu-a de vista. Ia bater numa rotunda… Sim, porque isto de se conduzir irritado é perigos, parece mesmo que se está embriagado pois fica-se com um pouco de visão em túnel.Chegado a casa ele sai, irritado (como seria de esperar!), e quase bate com a porta no carro ao lado. Senta-se no pouff e chora. Sim, ele chora. Irritou-se com o seu amor. Com quem o faz feliz. A sua mais-que-tudo. Grande idiota!

O pior é que nenhum consegue deter o seu orgulho e pedir desculpa pois as acções do passado assombram e tornam tudo ainda pior.

É assim que as coisas correm…

PS: Note-se que devido ao facto de ele ser, obviamente, homem, se torna, automaticamente, culpado por tudo.

1 Comment so far

  1. Sofia
    July 21st, 2007

    | 8:10 pm

    não sei a que passado te referes, mas se for ao passado do passado esse sim assombra e muito.

    devo interpretar o penultimo parágrafo como desculpa?

    claro, os homens são todos iguais. mesmo quando pensamos que existe um que é diferente é pura ilusão, vão sempre ter à mesma “rotunda” depois seguem os seus caminhos e qd menos se espera lá estão novamente!

    desculpa.

    Só sei que quero passar o máximo de tempo contigo. sim, admito, isso faz com seja muito egoísta.

    ainda há muito em que pensar……