Daily stories

A vida de um agente multifacetado

Devaneios de um doente mental

Sim, devia seguir em frente, mas não consigo. Preciso dela. Sinto falta do seu abraço, do seu carinho.
Já não vale a pena sequer pensar em perceber o que se passou, mas há tantas questões que me deixam confuso e que tenho que descobrir resposta ou não consigo repousar.

Será que se riem de mim, juntos num canto qualquer enquanto trocam juras de amor eterno?
Será que fui apenas mais um peixe que lhe caiu na rede?

Oh Deus, tantas questões, tão poucas respostas. Tanta dor, tão pouco alento. Desespero, sonho e volto a sonhar, desejo-a! Como sempre fiz, peço e espero que ela volte, no entanto quero que desapareça. Vivo neste círculo vicioso que me transfigura alternadamente num Dr. Jekyll ou num Mr. Hide.

Minha amiga… Dá-me uma dose… Preciso dela… Morro, definho, sinto a minha vida a fugir-me como que se de um pedaço de vela a derreter se tratasse…

Preciso do meu amor…

Preciso esquecê-lo…

Preciso dele…

Preciso de viver…

O que posso eu fazer?

Comments are closed.