Daily stories

A vida de um agente multifacetado

Archive for July, 2008

A estupidez de um ser que talvez não o seja

Isto tudo começa com a minha vinda a este vil mundo, seguida das minhas deslocações por entre este, que, em conjunto com as minhas vivências me foram moldando e acabaram por me transformar neste ser pútrido, inolvidável, muito devido à sua capacidade de irritar as pessoas em menos de 3 segundos, as bombardear com os […]

where in the world is?

Devias seguir carreira na magia. É incrível a forma como desapareces, depois apareces levemente e voltas a desaparecer. Sabes que quando desapareces o Sol deixa de brilhar, as flores murcham e os animais hibernam? E que quando voltas, o mundo enche-se de alegria e é festa todo o dia? Saudades…

Momento Häagen-Dazs [3]

Quem diria, Que um dia, Voltava a ver Raquel, Fiquei parado e pouco lhe falei. Há quanto tempo não te via, Julguei até já ter estancado a hemorragia, Mas ao que vejo o tempo não passou, Como era bom, Contar-te o que eu sentia, Mas vejo que a conversa vai ficar p’ra outro dia, Por hora […]

Iphone

Em desespero de causa (*) escrevo sobre esta maravilha da tecnologia (ou não) chamada tão singelamente de Iphone 3G para dizer que continuo a preferir o meu Nokia N80. Vá… Tirando o detalhe do touchscreen, o Iphone é uma treta. Isso dos 8GB ou 16GB até tem interesse, mas nisso contraponho com um disco de […]

Quem me carrega o telemóvel?

Se eu triplicar o saldo na praia, desfilando como um manequim. Os rapazes vão ter simpatia, e as miúdas inveja de mim. É um saldinho pequenino, triplicado e amarelo que eu vi, numa loja ao pé do liceu… Sirigaita yupi yupi ai!

Games

Computer games don’t affect kids. If Pacman would have affected us as children, we would now run around in darkened rooms, munching pills and listening to repetetive music. So true…

Azelhices geográficas

…Including Prague, the Czech Republic, Poland and New Zealand… Numa reportagem sobe o novo capítulo d’As Crónicas de Nárnia. Enfim…

É de Homem

Abrir uma stout geladinha a esta hora com um busca-pólos porque não encontro o abre-cápsulas…

Saudades

de escrever largos textos, tão ricos em descrição que quase se consegue tocar nos objectos… Apetece-me chorar