Daily stories

A vida de um agente multifacetado

Fim de semana

Este fim de semana foi passado quase na totalidade em Vila Meã, a estrear a nível de competições a piscina, pois foi inaugurada em Novembro de 2007. É uma piscina agradável, bonita, no entanto, tem pequenos defeitos, como o facto de a área em redor do tanque principal ficar facilmente alagada.

Um outro defeito é a localização, pois não foi nada fácil dar com ela. Cruzei-me por duas vezes com as carrinhas do Maia/Real Seguros, mas lá dei com ela.

A prova decorreu bem, tendo em conta… …o acidente… Sim, houve um acidente! E quem foi o protagonista? Eu mesmo! Ah pois é… Eu reparei que a bancada estava meio morta e então decidi armar-me em bobo da corte e fazer toda a gente rir. Vá, não riram, na realidade, quem viu ficou é assustado. NÃO, NÃO MOSTREI A BARRIGA!

Aconteceu no sábado de manhã, estava como Chefe de Cronometristas (Vá, se o Edgar vê isto mata-me) dos Juízes de Viragens do Cais de Partida e ao chegar ao final de uma série, quando cheguei à pista 8, de forma a me preparar para começar a recolher os boletins, chamam-me. O colega da pista 1 tinha falhado o botão! Toca o Hugo a correr para lá. Quando ia junto à pista 5, vejo o colega da 4 a ir para o bloco e tento desviar-me/abrandar (já nem sei) mas acabei por deslizar e, apesar de me tentar equilibrar, acabei por me estatelar no chão. Caí mesmo de costas. Ainda tive a capacidade de me encolher e proteger a cabeça, mas isso ajudou a que o impacto nas costas fosse maior, o que acabou por não ser ideal visto que ainda estou cheio de dores na coluna e ligeiramente abaixo da escápula, bem como no pescoço, que está tão dorido que parece que andei no ginásio a puxar pelo trapézio ou o esternocleidomastoideu. Para piorar, os meus óculos voaram. Lá me levantei, sem ajuda, fui ter com o colega, dei-lhe o cronómetro e tudo correu bem. Depois fui buscar os óculos, que já estavam com outro colega e percebi que tinha um parafuso partido. À hora de almoço, como saímos cedo, dirigi-me a à óptica onde os comprei e trataram-me logo deles, tendo sido apenas necessário substituir o parafuso partido, pelo que aproveitei para os ajustar melhor e comprar uma embalagem de líquido para limpeza das lentes, aroma a maçã, para engatar as gajas…

Com tudo isto, desisti de ir ao Enterro da Gata, pois com estas dores e os empurrões naturais inerentes a um evento deste género não ia ficar nada bem tratado. A bem dizer já nem tenho grande apetite para ver o David Fonseca na segunda à noite. De qualquer forma, quarta vou com o Aires enterrar a Gata e até devo ir ao cortejo. Que saudades disto tudo.

Já agora, gostei da homenagem a Henrique Mendes e do inglês da Bárbara.

Comments are closed.